Vamos falar de números… #5 – The Chemistry is everything…

Estou de volta ao Imagens, e desta vez venho falar-vos de química. Mas fiquem descansados não vos vou falar da fórmula química da água ou algo similar, simplesmente irei falar da química pura entre dois seres humanos de sexo oposto. Tal como na realidade, no mundo das séries a química é fundamental para a qualidade e a credibilidade de um casal perante um espectador cada vez mais exigente. Muitas vezes as séries resolvem apostar nessa mesma química inerente e fazer os fãs sofrer durante longas temporadas à espera da junção do casal maravilha. 

Chuck e Sarah (Chuck) – Chuck, o nerd trapalhão, Sarah, a esbelta espiã, Chuck e Sarah uma mistura explosiva. Chuck nunca escondeu o seu encantamento por Sarah, as suas caras derretidas a olhar para Sarah sempre foram a sua marca. Por seu turno Sarah sempre tentou lutar contra os seus sentimentos e não dar asas a fraquezas. Mas uma coisa sempre foi inegável a química existente e a certeza que mais cedo ou mais tarde o casalinho teria direito ao seu final feliz. E isso aconteceu, apesar de um final algo aberto relativamente à relação de ambos, eu como fã da relação não tenho dúvidas que ambos tiveram direito ao seu final feliz, afinal Chuck e Sarah completam-se.

Meredith e Derek (Grey’s Anatomy) – Foi um dos primeiros casais de Grey’s, se não mesmo o primeiro casal que tivemos o privilégio de conhecer. No entanto apesar do envolvimento repentino logo no primeiro episódio, a relação demorou mais tempo a acontecer, iniciando-se um período de picardias e química explosiva, proporcionando-nos óptimos momentos, numa das temporadas mais marcantes da série para mim. Mesmo depois de algumas separações, continuam a ser provavelmente um dos casais mais sérios e fidedignos da série, o que tratando-se de Shonda Rhimes não é fácil de obter.

Joey e Pacey (Dawson’s Creek) – Joey sempre viveu no grande dilema, Dawson ou Pacey, mas a verdade é que a química estava do lado de Pacey. Joey e Dawson apenas conseguia vê-los como grandes amigos, a relação de ambos era insonsa, sem química, sem nexo. Pacey conseguia despertar o melhor em Joey, tornando uma personagem desinteressante em momentos agradáveis de seguir. Após alguns recuos e avanços a verdade é que no fim a química falou mais alto e Joey terminou a série nos braços de Pacey.

Bones e Both (Bones) – Ora aqui está um grande exemplo, andaram durante muito tempo apenas na troca de piropos e picardias constantes, mas que falar da química entre estes dois, evidente, inegável. Depois de muitas temporadas apenas como dois bons amigos e colegas, Both finalmente consegue derreter o coração de Bones e ter direito a realizar o seu desejo antigo, o de constituir família junto a Bones. Bones e Both representam provavelmente um dos casais mais acarinhados actualmente. Eles são química pura, e certamente terão direito ao seu final feliz.

Lorelai e Luke (Gilmore Girls) – Outro casal que andou sempre a adiar a junção foi Luke e Lorelai. Luke nunca escondeu os sentimentos que nutria por Lorelai, no entanto esbarrou quase sempre na intermitência de Lorelai. No entanto a dúvida nunca existiu, Lorelai e Luke iriam acabar juntos. A amizade e a química eram evidentes e mesmo com as reticências de Lorelai que não queria perder o amigo, os dois acabaram por conseguir superar alguns problemas e tal como Sarah e Chuck o beijo trocado no final indica para o final feliz do casal.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Rubricas Anteriores, com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , por Filipa Silva. Ligação permanente.

Sobre Filipa Silva

Comecei esta aventura de escrever já a alguns aninhos atrás ainda no antigo Portal de Séries e a verdade é que o que inicialmente era visto como um pequeno hobbie foi ganhando o seu lugar próprio. A primeira série que tive o privilégio de seguir religiosamente foi MacGyver, e a partir daí muitas outras se seguiram. Para além de MacGyver, séries como Friday Night Lights, Lost, Prison Break e Chuck fazem parte do meu baú de recordações. Atualmente e devido a alguma falta de tempo são poucas as séries que tenho o privilégio de seguir, mas a eterna Grey’s, TVD, OUAT fazem parte das escolhas. Para além das séries e da escrita outra das minhas paixões é o desporto e viajar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s