Cemitério de Séries #2 – Diário de Séries de uma doente em casa

Depois de ter sido tão bem recebida aqui no Imagens Projectadas -Obrigada pelos comentários ao último post!-, fiquei doente e confinada à minha casa durante 3 dias.

Ora, este é um diário de bordo das séries que vi na televisão, ou ‘meio’ vi, enquanto estava no sofá com benurons em cima, devidamente classificadas porque eu levo isto muito a sério

DIA 1

Demasiado sonolenta para enredos complicados, decidi-me pelo Disney Channel.
(E apercebi-me que estou a ficar velha porque os miúdos do Disney Channel têm agora menos uns 2 anos ou 3 que eu. Lá se vai a minha hipótese de ser uma Disney star)

Austin & Ally
Nº de vezes que vi antes: nenhuma
Episódio: 1×21 – Soups & Stars

Então…Um grupo de 4 amiguinhos com ar de ter 15 anos, numa loja de música. Fixe. Parece-me que quem quer que seja que está ao cargo desta série optou por ter personagens que parecem amigos ‘normais’ e não aquele género de miúdos petulantes uns para os outros para ter piada e pirosos noutras alturas para as miúdas de 12 anos que vêem estas séries aspirarem a ter um grupo de amigos assim.
Na verdade foi isto que me conquistou:

‘My thing is tweeting… that’s right. Ally Dawson is officialy a passenger of the Cool Train!’

Boa, Ally! Eu também!

O problema que despoleta tudo neste episódio é que a Ally não consegue ter seguidores no Twitter, ao contrário dos seus amigos, porque não consegue ser natural naquilo que escreve e acaba sempre por escrever demasiado e como se estivesse a escrever algo pseudo-poético para um trabalho da escola. O que já agora, é spot on em muita coisa que vejo na minha timeline.

“cruising to Suzy’s Soups to see my old teach… teachers are like candles, they light the way for others”

No restaurante novo da antiga professora da escola do grupo, os amigos explicam-lhe então que ela tem de ser mais descontraída e que o lema dela deve passar a ser “don’t think, just do”. A Ally segue o conselho e tira fotografia a uma aranha de plástico dentro da tigela da sopa. Enviar.

Consequência:

  • Ganha milhares de seguidores e criam um meme baseado no tweet.
  • Consequência menos boa: a professora perde todos os clientes, porque lá está, ninguém quer ir comer a um sítio com aranhas no menu.
  • O resto do episódio resume-se aos quatro amigos a tentarem recuperar os clientes para o restaurante, o que inclui filmarem um anúncio musical! Gosto!

Pontuação em termómetros (max: 5):

Ainda no Disney Channel:
Jessie
Número de vezes que vi antes: que me lembre nenhuma, mas já apanhei partes na televisão várias vezes.
Episódio: 1×21 – A Doll’s Outhouse

A Jessie é a babysitter dos quatros filhos de um produtor famoso e da sua mulher, que nunca param em casa em NY. Um trabalho a ponderar para quando eu acabar o curso.
Neste episódio, uma das miúdas tem medo de bonecas porque viu um filme qualquer de terror e a Jessie conta-lhe que tem medo de casas de banho portáteis porque teve um experiência traumática em que foi arrastada numa por um elefante pela arena de um circo (não, não estava com febre a ver isto). As duas tentam ultrapassar os respectivos medos juntas e tudo fica resolvido no fim porque isto é o Disney Channel!

Pontuação em termómetros (max: 5):

Estava eu a começar a ver Victorious no Nickelodeon quando chegou o meu irmão e decidiu que iriamos ver os episódios de Modern Family que ele deixou a gravar na box
Modern Family
Número de vezes que vi antes: quase toda a 1a temporada e alguns episódios esporadicamente.
Episódio: uns 5, todos da 3a temporada.

Ja conhecia Modern Family, toda a gente também conhece Modern Family, portanto não vou apresentar a série… Mas, é minha impressão ou a filha do Cam e do Mitchell cresceu? Mas cresceu tipo, de bebé para miúda de 6 anos no espaço de tempo em que deixei de ver a série?

E é minha impressão (ou da febre) ou os episódios ficaram mais engraçados?

Vi uma meia dúzia, sem pausas, que era só o que tinha gravado desta temporada e conclui que é possivelmente a única série que me faz rir.

Pontuação em termómetros (max: 5):

DIA 2

Decidi variar e tentar outros canais de séries. Que, já agora, parece que são cada vez mais… fox, fox life, fx e os axn, axn black, axn white que parecem inspirados nos tipos de chocolate. next on: axn milk.

Rizzoli & Isles
Número de vezes que vi antes: 0!
Episódio: 2×14 – Don’t Stop Dancing, Girl

Alguém me disse para ver esta série há uns tempos, mas por algum motivo pensei que fosse um reality show de culinária. Afinal é uma série de crimes! Resolvidos por uma parceria entre uma detective e uma médica! Dá para ver como gostei de ter descoberto isto?!

O interessante destas séries de crimes é que dá para ver assim de vez em quando porque cada episódio é em princípio um crime diferente. Como já não via nenhuma série desde género desde a minha fase de CSIs e Bones há uns bons tempos, deixei ficar o comando em sossego.

Então, neste episódio descobrem morta uma Dance Mom, isto é, a mãe de uma daquelas miúdas que participam em concurso de dança e que são pressionadas para ganhar e serem perfeitas, porque ao que parece lá nos US as pessoas são ainda mais doidas que por cá. E no final ainda há uns tiros à mistura!

A parceria e a relação entre as duas investigadoras é fantástica e eu queria continuar a ver esta série mas aborreço-me a ver crimes todas as semanas. Da próxima vez que estiver presa em casa (espera-se que por melhores motivos do que ter os bronquios a revoltarem-se), quero ver outra vez!

Pontuação em termómetros (max: 5):

Touch
Número de vezes que vi antes: Os dois primeiros episódios e os dois últimos.
Episódio: 1×04 – Kite Strings

Nesta série vemos um pai (Martin) preocupado atrás do filho Jake que não fala nem deixa que ninguém lhe toque, mas que vai usando números para comunicar ao pai situações em que o pai deve interferir. Isto parece creepy, mas não é… De todos os episódios que vi, a sensação com que fiquei no episódio foi uma lengalenga ao estilo de canção de embalar a dizer “tudo está interligado… tudo se resolve… tudo vai ficar bem”. Porque é isto que acontece em cada episódio: todas as vidas mostradas em cada episódio estão interligadas, mesmo que os intervenientes estejam em cantos diferentes do mundo. No final, tudo fica resolvido da melhor maneira e todos vemos como o desenlace de um dos enredos resultou no desenlace de outro enredo… tudo interligado.

Neste episódio as histórias são a de um homem que ganhou a lotaria e ainda não reclamou o prémio, dois miúdos iraquianos com uma banda de rock que procuram ajuda via email de um americano que vive em frente ao pc à espera de receber mensagens, dois soldados feridos à espera de serem encontrados e a de um homem misterioso que parece ter conhecido a mãe de Jake, uma das vítima do 9/11.

No final, não tive a mesma sensação de conforto do costume porque a FOX decidiu que era boa ideia de 10 em 10 minutos fazer intervalo a passar trechos de uma série qualquer com zombies horríveis.

Pontuação em termómetros incluindo trauma causado pelos zombies (max: 5):

DIA 3

Modern Family
Nº de vezes que vi antes: 1a temporada e alguns da 3a.
Episódio: no idea, foram os 3 que estavam gravados na box

Depois de ter gostado tanto de ver os episódios que tinha gravados da 3a temporada e de ter gasto o stock, decidi ver os da 2a que também tinha gravado.

A Lily voltou a ficar pequena e os episódios ficaram um bocadinho menos engraçados. Ou então a culpa é minha que depois de alguns dias em casa, já tudo parece menos interessante.

Pontuação em termómetros (max: 5):

Entretanto, felizmente fiquei em condições de regressar ao trabalho mas ficaram as sugestões de séries para voltar a ver um dia destes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s