Séries para o Verão, por Siglota Bolota

O Verão está aí e as férias também, e por isso é uma boa altura para se dedicar algum tempinho a ver séries, após as idas à praia.

As minhas escolhas para este Verão são Six Feet Under e Breaking Bad.

A razão que me leva a rever Breaking Bad é facto de a temporada final estar aí a bater à porta. Basicamente, estou a fazer a revisão da matéria dada. Ai, como vou sentir a falta de Walter e do Jesse!

Quanto a Six Feet Under, o que me levou a rever foram as saudades que senti da família Fisher. Não sei se será a série mais adequada para ver no Verão, devido à sua temática até me lembra um pouco o Inverno. Mas se nunca a viram, esta poderá ser uma das vossas escolhas.

São cinco temporadas muito emocionais e com um final inesquecível. É a minha série preferida, definitivamente. Como chorei com o final. E sabe tão bem voltar a conviver com família Fisher.

A última temporada ser vista com uma caixinha de Kleenex ao lado, principalmente o último episódio.

E pronto, estas são as minhas sugestões para o Verão.

The Moodys Effect VI – Sexo e Almofadas

Antes de mais queria agradecer à academia por mais este prémio, à minha família, aos meus colegas de blog por não me lerem… esperem ano errado… (agora ouvem o som de algo rebobinando)…

Para começar queria destacar a importância que tiveram os leitores da minha anterior crónica na escolha do tema deste mês, a quantidade de votos deu-me um novo alento na procura de temas parvos e conversas idiotas. Aos dois que votaram uma grande salva de palmas, sendo que um deles sou eu a felicidade é imensa.

Este mês vamos falar de sexo portanto:

‘Esta crónica pode contar linguagem ou cenas susceptíveis de ferir a sensibilidade dos poucos leitores que clicam no link seguinte’

Continuar a ler

Series-Gazing VIII

O mundo das séries é já tão vasto quanto o nosso Mundo. Rodeados das mais diversas  pessoas com as mais diversas personalidades, não somos (nem seremos) alguém se não tivermos um tipo de apoio especial que só os outros nos sabem (e nos podem) dar.

E claro, todos nós já passámos pela fase onde éramos felizes (superficialmente) porque tínhamos imensos amigos (ou conhecidos ou outro vocábulo que o caro leitor queira dar a esta fase) – uma espécie de Idade de Ouro da nossa adolescência.

Para o espectador assíduo destes produtos televisivos – as séries – seja através de downloads seja através da televisão, o espectador teve, indubitavelmente, uma Idade de Ouro própria. Mas eu não me refiro à Idade onde The Sopranos, The Wire, Lost ou Six Feet Under reinavam e que o caro leitor era (e ainda continua a ser) fã acérrimo.

Continuar a ler