Upfronts 2013: NBC – Atirar ao ar e esperar que resulte (Act.)

logo-share

Depois de uma semana onde se soube praticamente todos os cancelamentos e renovações da temporada eis que chegamos ao momento de refrescar as grelhas e lançar as novas apostas. A NBC, em jeito de antecipação, fez saber na imprensa qual será a sua grelha para 2013/14 com muitas mudanças e muitas séries novas. O canal não está numa boa fase, com muitas das comédias que faziam a força do canal praticamente extintas e somente dois hits ligeiros na época passada, Revolution e Chicago Fire. Perante este cenário o canal limpou quase tudo e ficou somente com 7 séries e encomendou 14 séries novas. Vamos perceber como a NBC pretende organizar isto.

Nota – À medida que saiam os trailers, o post será actualizado

Continuar a ler

Anúncios

MALTA– os Momentos Altos (e Lows) da TV deste Ano – por António Guerra

Depois de uma semana preenchida com o melhor e pior do ano, chega a vez do comandante das tropas deste estamine falar sobre o que se passou este ano…e porque não me apetece fazer uma introdução longa, vamos ao que interessa:

Melhor Série: Sherlock

Sherlock

Sherlock teve este ano uma temporada de vale. Um pico alto, a chegada ao rio no segundo, e voltar a subir na qualidade no terceiro. Mas, e visto que revi a série ainda há pouco tempo, acho que não há como dizer isto de outra forma: dos três episódios, dois deles são absolutamente brilhantes. O primeiro é um episódio à Steven Moffat, genialmente escrito, e com um final absolutamente brilhante. Foi para mim o melhor episódio do ano, mais que merecido. O terceiro é uma construção fantástica, que permite o espectador duvidar mesmo do herói da história, algo que parecia impossível acontecer. O pior disto tudo? É ter aquele final e saber que a série deverá regressar só em finais deste ano que vem. Para os que já viram, vejam de novo. Para os que ainda não viram, não sei o que falta para ver… Continuar a ler

Uma retrospectiva.

Quero antes de mais felicitar o Imagens Projectadas por ter vencido o prémio de Melhor Iniciativa nos TCN Blog Awards. Apesar de eu não ter contribuído diretamente para a Iniciativa, fico contente que o blog tenha sido reconhecido. É um orgulho fazer parte deste projeto.

Este post serve para não só fazer uma retrospectiva desta temporada so far, das séries que tenho acompanhado sendo elas novas ou não – nota: são mais comédias do que drama, mas também para desvendar o que vem aí em 2013.  Continuar a ler

Hits & Flops #6 – Homeland, Arrow, Nashville e Fringe…

Olá a todos, sejam bem-vindos à coluna de opinião (nome engraçado e comprido) do Imagens Projectadas. Todos os domingos eu, António Guerra , e o Miguel Bento, traremos os Hits e os Flops da semana que passou. O melhor e o pior em termos de televisão americana. Por isso, e sem mais atrasos, vamos embora ao que interessa.

Mais uma semana de séries a desfilar pela televisão, mais uma semana onde expectativas se concretizaram ou saíram furadas. Tudo em resumo a seguir ao salto. Jump!

Continuar a ler

Hits & Flops #3 – Go on, Downton Abbey, Parenthood e mais…

Olá a todos, sejam bem-vindos à coluna de opinião (nome engraçado e comprido) do Imagens Projectadas. Todos os domingos (hoje novamente e excepcionalmente à segunda-feira) eu, Miguel Bento, e o António Guerra, traremos os Hits e os Flops da semana que passou. O melhor e o pior em termos de televisão americana. Por isso, e sem mais atrasos, vamos embora ao que interessa.

Esta semana olhamos para mais algumas estreias, também alguns finais. Na próxima semana começa em força a fall season:

Continuar a ler

Fall Season 2012: O que esperar? (António Guerra)

Ora boa noite, ou bom dia, correspondendo a ainda estarem de férias ou não. Desde já explico que o blogue entrou de férias não programadas neste mês de Agosto, mas volta este Setembro com toda a carne no assador. Mais colaboradores, mais crónicas, e um pouco de surpresas. Tudo a ser revelado nas próximas semanas. Por agora, temos o regresso da Fall Season, e como tal o Imagens Projectadas traz as expectativas de 5 colaboradores sobre a mesma. Cada um com o seu jeito, com as suas opiniões, com as suas séries. Começa este marmanjo que é giro de morrer.

Para tal, vamos colocar uma legenda engraçada para acompanhar as séries:

Verde – Altas
Azul – Médias
Amarelas – Baixas
Vermelho – Expectativas do tamanho de uma formiga pequena

Continuar a ler

Monday’s Morning Mirror #10 – NBC (Nenhuma besta é culpada)

Ora boa noite a todo o vasto auditó…esperem. Não, são meninos giros, meninas bonitas, que visitam este blog. Não precisam de ser comparados a um auditório, onde existem pessoas com verrugas no pescoço, ali na junção da nuca e das costas. Então, tudo bem pelos recantos de vossas casinhas? Ainda bem. Vamos ao que interessa? Vamos. (…)

Pronto, tratado o sexo, vamos escrever.

Desta vez vamos falar do tema que mais gente adora e toda a gente já fez: bater nos mortos. Género um TWD mas com um drama mais rápido do que procurar uma rapariga enfiada num celeiro, género: “Aonde está o Pedro? (sendo o Pedro um bebé com um lenço sobre a cabeça)…Está ali!!!”. Não, será bater num morto que, apesar de tudo, continua muito vivo. Mas a NBC é cada vez um canal a falecer, género um paciente de House que está prestes a morrer por danos do fígado, que causa olhos amarelos. E aqui será este marmanjo será o Chase: o gajo mais sexy e com um sotaque australiano da série.

A NBC sempre foi um canal minimamente engraçado. Teve Friends. Teve a primeira temporada de Heroes. Tem Community. Teve a segunda temporada de Chuck. Teve ER. Teve Get Smart. E teve a primeira temporada de FNL. O canal teve talvez o maior sucesso com Friends, e a partir daí foi mais ou menos género uma torre da babilónia a cair, a cair, a cair…

Continuar a ler