Séries para o Verão, por Inês Brito

Férias é sinónimo de descanso, tempo livre e, acima de tudo, redução dos esforços ao máximo, e eu gosto de levar isso bastante a sério, até mesmo no que respeita a séries. Fazer o mínimo possível no que toca a este assunto é possível, no entanto, está subordinado a meios muito concretos: uma televisão, canais com séries e um sofá onde uma pessoa possa estar comodamente deitada. E passo a explicar…

Eu detesto ver televisão. É um facto. Não tenho paciência. Posso até estar a olhar para o ecrã enquanto faço qualquer coisa no computador, mas se me perguntarem o que é que se passou, muito provavelmente, não vou saber responder. Ah, e como se não bastasse, sou daquele tipo de criaturas que obriga alguém a ver séries comigo para não me sentir sozinha e ter que comentar. Também sou do tipo que “spoila” se já tiver visto o episódio e, no caso de não me deixarem contar, fico tipo cãozinho excitado, a torturar, até que me deixem contar. Em suma, sou horrível. Chegada esta altura do ano em que as séries que eu sigo, assim como eu, estão de férias, há que tentar potencializar aquilo que passa na televisão da melhor forma, de modo a conseguir ver séries na TV, com a companhia por mim exigida. Infelizmente quem sofre com isto é o meu irmão (mais novo, lógico, caso contrário dava-me uma lapada nas trombas e ia tratar da vidinha dele), que me acompanha naquilo que eu gosto de chamar “séries à preguiçosa”. Outro fator que também influencia todo este complexo esquema é a tipologia de séries a procurar. É tempo de férias, gente, queremos algo que estimule o mínimo possível a nossa capacidade de pensar, que não incentive a especulações mirabolantes acerca do que se passa no episódio seguinte ou ao longo do próprio episódio e, acima de tudo, algo que nos faça rir, já que para chorar temos o resto do ano todo. O único esforço exigido é ao início do processo, em que devemos selecionar cuidadosamente qual as séries em concreto a ver.

Ora, posto isto, quais as características preferenciais de uma “série à preguiçosa”? Ser de comédia, fácil de interpretar, que dê para rir mesmo que o episódio já tenha sido visto uma ou duas vezes, e, de preferência, que os episódios não tenham uma relação muito relevante entre si, para que se possa vê-los salteados sem perder grande coisa. E que séries se encaixam nesta tipologia? Isso é bastante simples: Happy Endings, The Middle, Modern Family, The Big Bang Theory, Men at Work, e outras quantas que correspondam às características e que passem na Fox, Fox Life, AXN e demais canais do género. Podem sempre optar por ver uns episódios de Chuck, mas só se estiverem dispostos a aumentar a atividade cerebral qualquer coisa, mas eu, confesso, nem sempre tenho capacidades para tanto. Levo isto das férias mesmo muito a sério.

No caso concreto de pessoas que não têm os meios referidos para levar este projeto avante, também tenho uma sugestão para vocês. Se quiserem tentar experimentar alguma série para começar a ver seguida quando ela retornar, seguindo a mesma lógica do mínimo possível, não optem por séries que têm 176863428763 temporadas. Perde-se muito tempo, torna-vos irritados porque enquanto estão a meio de um episódio já querem ver o que se passa no seguinte, deixa-vos noites sem dormir, estimula em demasia a vossa capacidade de concentração e não é isso que se quer em tempo de férias. Gente, descansem, não se passem com coisas destas, não vale a pena. Peguem num New Girl, num 2 Broke Girls, ou ainda melhor, num Bunheads, que só tem uma singela temporada e retrata a vida dumas miúdas que dançam umas cenas com umas piadolas lá no meio. Para aqueles que gostam de aproveitar as férias para engolir tudo o que é séries, rever Friends e outras coisas assim que demoram 50 anos a ver, não tenho respeito por vocês. E as férias também não. Ide trabalhar, seus…seus…seus desprezadores do mínimo e do nada.

Eu sei que esta proposta não é muito ambiciosa, mas o que é que vocês querem? Estou de férias e gosto de as respeitar. Não digo que isto funcione com toda a gente, mas comigo e com o meu irmão até tem dado. E é da maneira que consigo pôr os olhinhos por mais de dois minutos na televisão (que eu começo a achar que não me acha muita piada a mim também…).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s