The Moodys Effect #13 – O que esperar quando não se espera nada da fall season?

Eis chegados a mais uma fall season e aqui começa digamos o segundo ciclo desta crónica que fez em Agosto um ano. Na tentativa de não repetir o mesmo esquema do ano passado mas não fugindo ao principal assunto deste mês vamos fazer uma breve passagem pelo que nos espera na fall season, sejam as séries novas sejam os regressos. A tv americana não anda pródiga em séries muito originais, as audiências, o mercado e mesmo a concorrência em várias plataformas dita que os modelos sejam muito mais repetitivos e o olhar rápido sobre a fall season é notória a tentativa de segurar o que ainda resta, mesmo que isso não traga mais ninguém à tv. Claro que é o cabo que acaba por ser quem tem as alternativas, mas mesmo assim não há grandes novidades nesta reentre.

Das séries já estreadas no essencial o destaque positivo vai para Last Resort e posso-me estar a repetir mas foi das poucas séries que até agora parece gerar algum sentido de que ainda há espaço para originalidade. O conceito se calhar já foi usado em alguns filmes e as teorias da conspiração são um lugar comum na América, mas é capaz de sair algo refrescante se não for cancelada rapidamente. Outra das séries novas que aparentemente é a mais ‘falada’ é claro Revolution e as audiências do primeiro dia foram um excelente indício. Se JJ consegue abafar as desgraças que foram The Event e Terra Nova e a desilusão de Flashforward (não são da sua autoria mas são géneros muito próximos) não sabemos, mas o toque de Hunger Games pode ter ajudado a captar a atenção dos grupos etários certos. Esquecendo a premissa sem lógica alguma e os clichés familiares há claro um potencial na série com todo aquele ambiente pós apocalíptico, mas gostava que fossem mais ousados nas personagens e que a explicação ao menos seja lógica. São portanto duas séries a ver.

Do lado dos falhanços está até ao momento The Mob Doctor e Animal Practice, esta segunda já falei anteriormente  no blog e portanto não me vou repetir. Quanto à primeira ficou claro que máfia e médicos não funcionam bem, quando se joga entre a ética e a falta dela há sempre um caminho que tende a se despistar rapidamente. A começar pela protagonista que apesar de bonitinha e com uma vida de Grey’s Anatomy não consegue ser coerente com o outro lado da história. Ao inicio pensei que estava a ver uma série da CBS e portanto procedural all the way, mas é da FOX e o canal tentou juntar o procedural a uma história de mafiosos  bonzinhos demais e que precisam de uma ‘médica’ para realizar as suas tarefas. Não dá. Ainda do lado das comédias que a NBC já tem no ar Go On parece estar mais sólida do que outra coisa que o Mathew Perry fez após Friends e portanto pode haver sucesso ali.

Do que por aí vem Vegas pode ser uma das séries mais interessantes da CBS com um estilo Justified e a máfia de Las Vegas, o problema é que neste canal tudo é procedural e como já repararam não sou fã de séries deste género, talvez nos consiga surpreender com algo mais. Porque nesta linha também vem Elementary que é o grande destaque do canal. Já muito foi dito e o piloto já anda na net sem ser propriamente algo de novo e apenas uma reinvenção da personagem inglesa. Aqui o que pode vencer são os casos que se se limitarem ao que vimos no piloto pode virar uma desilusão, mas a série tem uma boa estética e um bom elenco e a vantagem de ter uma série inglesa de topo como inspiração.

Das novas séries ainda há mais que certamente dará que falar mas muitas só vão estrear no final de Setembro ou para meados de Outubro portanto guardemos as expectativas para quando houver mais para visionar.

As series retornadas o destaque a meu ver vai para Once Upon a Time, a série conseguiu como já tinha referido fazer uma mudança radical na trama com aquele final, esperando que seja para manter, com a magia à solta as histórias de StoryBrook são capaz de atingir um nível muito interessante. O universo dos contos infantis é extenso e pelo que já é sabido muitas são as personagens que vão fazer a sua aparição, entre elas Mulan e o capitão Gancho. Apesar de a protagonista não ser propriamente a mais adorada talvez agora lhe possam melhorar a atitude de ‘não sei não quero saber’.

No cabo algumas das expectativas altas estão centradas em Homeland que foi a surpresa do ano passado sendo talvez a melhor série da fall season. Agora haverá um salto no tempo e mudanças de posição estratégica, o que certamente irá contribuir para que o embate entre os protagonistas atinja níveis elevados.

American Horror Story segue agora para outro conto passado num Asilo, onde certamente mortos e vivos viverão bizarrias intensas. Continuam a chover teasers com algumas personificações das histórias da série mas que pouco nos dizem. Sendo talvez a unica série actual deste género nada como guardar tudo para o visionamento. O elenco é excelente (ou quase) e se na primeira temporada podia haver algum receio de rejeição do género agora não há e tudo é possível.

Muitas mais séries merecem certamente o destaque desta temporada entre elas a dúvida que paira sobre o que vai acontecer em Dexter, se Walking Dead consegue ser mais do que um grupo de sobreviventes que não sabe o que anda a fazer ou até se Community vai mesmo acabar, se 30 Rock tem um final em grande e se a CW fecha de vez com a salganhada de séries medíocres que vai lançar este ano.

Mas mais interessante é saber quem sobrevive a mais uma fall season e a minha aposta para a primeira série a ser cancelada é da ABC e chama-se The Neighbors. Divirtam-se com o trailler da série mais estúpida da fall season:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s