Programas Mortos #3 – Awake, ou a falta de um plano geral

Awake? Sim, Awake já é um programa morto. Mesmo na delapidada NBC onde 1.6 é garantia de renovação Awake, ao fazer 1.2 em adultos 18 a 49, numa semana onde não teve nenhuma competição já pode ser considerado morto e pronto para a autópsia.

Qual foi a causa de morte de Awake? A premissa inicial é fascinante, um homem que vive em duas realidades, e não sabemos qual é a verdadeira, ou se serão as duas verdadeiras ou ambas falsas. Ao mesmo tempo que vai resolvendo crimes nas duas, e onde a informação passa através dele de uma realidade para outra.

E é essa indefinição que mata a série.

O problema é que logo no piloto nos apercebemos que isso não é de facto um mistério real mas os criadores a quererem evitar tomar uma decisão que iria definir a série. Seja porque ainda não decidiram o que realmente se passa, que é o que eu suspeito, seja para adequar a decisão aos espectadores que a série atrair.

Os criadores sem uma definição de um ponto tão importante não podem de facto avançar no arco principal, limitando-se semana a semana a baralhar e voltar a dar, perdendo espectadores, e conseguindo que a série seja cancelada.

Durante os primeiros episódios de Awake tenta-se enganar os espectadores ao tentar convence-los que a indefinição é um mistério. Quando para os espectadores essa indefinição é mesmo isso, uma indefinição, e a suspeita que os criadores ainda não sabem o que vão fazer a seguir e estão a adiar a tomada de decisão. Não há nada pior para uma série que tentar deliberadamente enganar os espectadores, ou mostrar-lhes que não sabe para onde vai.

Um bom mistério não é não saber o que se passa. O que sustem um bom mistério é saber exactamente o que se passa, e tentar descobrir porquê que isso aconteceu. Ao não definirem o que se passa os criadores de Awake, não podem construir uma trama sustentada que conservasse os espectadores interessados.

Numa boa série sabe-se exactamente para onde se vai, e a surpresa são os obstáculos que vão sendo postos no caminho. Mesmo nos seus meandros mais confusos, Lost nunca deixou de ser acerca de como deixar a ilha, seja ela considerada como uma prisão real ou metafórica.

Só que ter um bom mistério não é suficiente. É também necessário ter o plano geral para as temporadas que se pensa que a série vai ter. Veja-se o caso do mega sucesso inicial de Twin Peeks, que foi cancelado ao fim de duas temporadas, conseguindo perder da estreia para o episódio menos visto, 80% de audiência inicial de 34,6 milhões de espectadores.

Twin Peeks é o caso do melhor mistério da história da televisão, quem matou Laura Palmer, sem ter um plano de para o que fazer após ser renovada para uma segunda temporada. David Lynch nunca pensou em resolver o mistério, e a ABC exigiu que o resolve-se a meio da segunda temporada.

Esta situação que acabou por matar a série já em perda. Antes da ABC forçar que se revelasse quem matou Laura Palmer, os espectadores já se tinham apercebido que não havia um plano geral para a segunda temporada, ou para revelar quem matou Laura Palmer. A revelação de quem a matou, sem um plano para o mistério seguinte acabou com série que fora o maior sucesso da temporada anterior.

Outro exemplo paradigmático de uma série que nasce sem um plano para além da sua temporada inicial é Heroes. Tim Kring apresentou à NBC o plano detalhado para toda a primeira temporada, e quando interrogado sobre as seguintes disse, “Well, you’ll just have to wait and find out.” Ele não sabia, e isso viu-se no desastre que foram as temporadas que se seguiram.

Haverá por certo mais exemplos, mas todos dizem a mesma coisa, os espectadores cheiram a falta de um plano a milhas de distância. Mesmo as séries do tipo mistério da semana necessitam de plano de grande escala para os personagens. O sucesso de séries Bones ou House mostram isso mesmo. Só que House morre com ratings vergonhosos quando o plano acaba e fazem duas temporadas para além do plano inicial.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s