Second Life #2

Pensei em pegar esta semana numa série que para mim é uma série de culto. Comecei a vê-la mais ou menos quando estreou e sinceramente, apesar de existirem alguns casos que são um pouco escusados pois não têm conteúdo, a série é boa, é pena é por vezes faltar alguma coisa no episódio. Estou a falar de Bones, uma série criminal que mais ou menos todos conhecem, nem que seja pelo nome.

Quando peguei nela tinha apenas um objectivo em mente, analisar o episódio 12 desta temporada (The Sin in the Sisterhood) pois verifiquei alguns factos que após uma investigação não são bem assim como retratados.

Lembro-me que no inicio deste ano lectivo, a minha professora serviu-se dos Mormon como um exemplo de uma comunidade que practicava poligamia. Acontece que logo de imediato, uma amiga minha que tem uma amiga mormon disse na aula que isso era mentira. Ora, a minha professora, uma senhora muito segura de si e dos seus conhecimentos, continuou a afirmar que os mormon praticavam a poligamia, e que todas as comunidades mormon do mundo a practicavam. Acontece que a minha professora esqueceu-se de referir que tinha uma igreja Mormon na mesma rua em que morava.

Igrejas à parte, o que acontece é que a imagem dos Mormon ficou “manchada” pela poligamia (e quando digo manchada, quero apenas referir-me à recusa da poligamia nos países mais ocidentais) e hoje em dia é muito fácil associar o nome à prática. Não vou dizer que essa prática foi completamente extinta, porque eu não tenho conhecimento de tal situação, mas o que acontece é que essa pratica realmente foi extinta da comunidade no século passado.

Neste episódio de Bones, os Mormon são abordados como poligamos, e é transmitida a ideia que são todos assim mesmo que a lei não o permita. Eu sou a favor da informação, e num mundo com tanto acesso a informação qualificada, as pessoas deviam de saber ao menos que quem pratica poligamia na comunidade Mormon é expulso da mesma. Como tal, decidi falar um pouco sobre este tópico, pois a realidade social deste assunto não é retratada como devia. As mentes continuam com dificuldades em aceitar certos e determinados valores da sociadade, que podem ser desviantes ou apenas terem sido modificados com o tempo e a abertura à informação.

No entanto existem variantes que podem levar á confusão sobre este tema, por isso aconselho a ler o comentário de kentslarse.

Anúncios

2 thoughts on “Second Life #2

  1. É importante lembrar que há mais de uma igreja mórmon.

    A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias acabou com a prática da poligamia em 1890.

    A Comunidade de Cristo (antigamente a Igreja Regoranizada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) nunca praticou a poligamia

    Os Irmãos Unidos (United Brethren) continua a praticar poligamia hoje em dia.

    A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias continua a praticar poligamia hoje em dia.

    Todas essas Igrejas poderiam ser vistos como mórmons.

    A maior dessas igrejas, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (hoje com mais de 14 milhões de membros) excomunga hoje em dia quem pratica poligamia.

    Eu acho que esses fatos explicam a confusão.

    • Obrigada pelo comentário. Já aprendi alguma coisa hj! Defacto, é esse o grande problema, não se refere bem a igreja em questão, e como tal, acho importante dar crédito a este comentário, pois eu propria foi induzida em erro, porque exitem mais de 14 milhões de membros numa comunidade que excomunga pologamia!
      Obrigada!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s