E Tudo o Tempo Levou: Jericho (Parte II)

Confiram ou recordem a parte I da rúbrica “E Tudo o Tempo Levou: Jericho”

Refrescante e original, Jericho surge com um argumento forte e de colar o espectador ao ecrã, mas o seu grande mérito foi provar que os fans têm sempre uma palavra a dizer!

Se a primeira temporada como dito anteriormente era principalmente como estes cidadãos iriam conviver mergulhados num caos sem comunicação com o exterior e sobre as suas aventuras e determinações para sobreviver, simplesmente sobreviver… a segunda temporada por seu lado e após uma renovação muito complicada (lá chegaremos) veio trazer (merecidamente) à série um final bem aceitável, desvendar os maiores segredos e mistérios deixados na temporada passada e nos apresentar um verdadeiro jogo de gato e rato entre os bons (Jake e Hawkins) e os maus.

E porque Jericho se tornou numa série diferente?

Tal como os fans de Firefly (e não só), estes adeptos fervorosos, após o cancelamento colocaram o rei em cheque, por outras palavras, a CBS em sentido enviando emails, cartas e toneladas de amendoins como forma de protesto, uma demonstração clara que uma série não é apenas feita de direcção, produção e actores mas sim e principalmente da sua base de fans.

Mas a curiosidade é: Porquê amendoins como protesto?

Voltando à série, numa conversa de bar entre Jake e um ex-combatente da guerra, este conta-lhe que durante a mesma, um general alemão exigiu a rendição dos soldados norte-americanos que estavam encurralados ao que estes responderam ‘nuts’, abreviação de ‘peanuts’ (em português amendoins), mas que no contexto da série significaria bem mais que ‘amendoins’, algum tipo de indignação ou perseverança em continuar a lutar.

No último episódio da primeira temporada de nome ‘Why We Fight’ Jake volta a usar esse termo numa guerra de territórios.

‘Porque é que nós lutamos’ foi portanto, a grande resposta que os fans deram à CBS, um recado tão poderoso e insistente que valeu a Jericho uma segunda e ultima temporada de sete episódios que valeu principalmente pela sua boa e aceitável conclusão.

A força dos fans…


Jericho S01E01: Pilot… Um dos pilotos mais curiosos e intrigantes…

Jake regressa a Jericho depois de 5 anos fora sem ninguém saber por onde andou. 5 anos da sua vida em segredo que quando lhe perguntado este evita falar sobre isso.

Ao regressar à sua terra natal todos o recebem bem e com certo alivio à excepção do pai devido ao seu ressentimento deste se ter afastado inexplicavelmente. Pelo caminho outras personagens são apresentadas entre elas Robert Hawkins, uma pessoa misteriosa que tenta passar muito despercebido e que desde cedo sabe demais sobre a explosão nuclear e os seus efeitos secundários e colaterais.

Esse é o foco e a chave central da história, uma enorme explosão em forma de cogumelo que surge no horizonte em que desde logo se leva a temer o pior pois logo de seguida a cidade perde electricidade, todas e quaisquer tipos de comunicação com o exterior e uma ‘chuva’ radioactiva sobre os céus de Jericho.

Como se não bastasse, fica-se a saber que mais explosões ocorreram em várias cidades dos Estados Unidos.

Que explosões foram essas? Houve sobreviventes? Quem as desencadeou? Onde e quantas foram? Estamos completamente isolados. E agora?

Um mar de perguntas que deixaram os Norte-Americanos loucos e os fans em geral. Um piloto e uma série que teve como principal foco os ataques terroristas em que ninguém está a salvo e os que se salvam, se no meio do caos conseguem coabitar juntos e em paz.

Em suma, Jericho é uma série que veio com tudo, arrasou com a concorrência e nos deixou colados ao ecrã, mas como quase todas as outras, o dinheiro e o tempo foram o seu cancro.

Jericho fica na memória pelo muito intrigante argumento e pela tremenda força dos fans que conseguiram uma segunda temporada, uma terceira em banda desenhada e ainda num futuro, talvez distante, talvez não, quem sabe, um telefilme para arrumar de vez a questão.

Jericho merece sem duvida ser visto e revisto por todas estas razões e mais algumas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s