Notas da Semana – Fall Season #11 – Parte I

Antes de mais nada pedir desculpa pelo atraso, mas semanas loucas levam a isto. De resto, esta semana não terá grandes desenvolvimentos no Imagens Projectadas, ou seja, as colunas que surgirão serão apenas a do mfed, amanhã, e a Série da minha vida, com mais um convidado (convidada, melhor dizendo) de luxo. Mas surgirão outras mudanças…por isso cá vos espero. Por agora, aturem as notas e as respectivas mini-reviews:

Burn Notice (4.16) – Um caso diferente, com uma dinâmica também diferente, dando algo que não tínhamos visto: um cliente morto. De resto, é interessante ver a série a trabalhar bem o caso, dando uma boa abordagem…

Burn Notice (4.17/4.18) – Mexido como tudo, ritmo como se quer, com ganchos interessantes e reviravoltas ainda mais interessantes. Foi claramente a chave de ouro para a série abrir a porta da quinta temporada. Só uma coisa: a falta de pontaria de quem está por de trás das armas…

Community (2.10) – Assim se resume Community: cada tiro, cada melro. Mais um bom episódio da comédia do ano.

Community (2.11) – Só Community para nos dar um episódio destes. Não é comédia. Não. Mas é um episódio muito bonito, muito bem feito, muito bem pensado, e muito bem encaixado na quadra que se vive. COMMUNITY!!!

Dexter (5.12) – Muito incoerente em termos de personagens e muito despachado em termos narrativos. Foi dos piores episódios de Dexter que me lembro…Estragou uma temporada que estava muito boa (apesar de só “muito boa”).

Fringe (3.09) – O regresso de Fringe aos casos, com uma aposta essencialmente neste lado. A série, ao regressar, não deixou de pegar em outras pontas, mas claramente foi um episódio de descanso. Por isso o bom…

Grey’s Anatomy (7.10) – Finalmente temos algumas mexidas. Algo bom para a série, que parecia ter parado no tempo. Uma luz ao fundo do túnel surge com uma ida à pesca. Grey’s Anatomy entra assim em hiatus, com um final tenso mas longe da excelência da série. Mas retiro do episódio diversos avanços que serão muito úteis para a próxima parte da temporada. Até Janeiro!

House (7.06) – A chegada de uma nova substituta para a 13 não trouxe nada de novo. Aliás, o caso médico foi aborrecido. Já os restantes elementos da equipa do House, meteram-se numa embrulhada: a graça do episódio. Mas o final promete!

House (7.07) – Um episódio muito bom, com uma cena espectacular inicial. Parece que a substituta da 13 veio para ficar, e eu até gosto dela! A Cuddy é que continua a não gostar muito do pé no limite do House. E com razão…

House (7.08) – Segundo episódio consecutivo com um início excelente. Episódio moralista, mais uma vez se aborda o tema da fé/ciência. House rende-se perante Cuddy e pede desculpa por ter mentido; foi um “salto de fé”. Melhor episódio da temporada.

How I Met Your Mother (6.12) – False Positive avança mais um pouco na história, dando mais umas pistas e confundindo outras. Foi muito bom em termos narrativos, em comédia não tanto. Mas continua no bom caminho.

Human Target (2.04) – Regresso de Batista deu um bom episódio? Deu, sim senhor. Foi cheio de acção? Foi. Então o que se passou…foi a Ilda. Eu não gosto da mulher e, apesar de começar a ultrapassar isso, ainda afecta um bocadinho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s