A Série da minha vida: Friday Night Lights (por Filipa Silva)

Este amor teve inicio por mero acaso, se há séries que por serem faladas ou populares acabamos por dar uma oportunidade e ganhar o bichinho que nos permite continuar a seguir a série, este não foi o caso. Algumas séries certamente ficarão pelo caminho, outras marcarão presença semanalmente e há outras ainda que marcarão de tal maneira que ficarão para sempre na memória e na prateleira de destaque, essa é Friday Night Lights. Pois bem comecei a ver Friday Night Lights após ler um artigo num site que colocava lá as séries mais adoradas pela crítica americana, o top 10 das melhores séries para os críticos. Apenas retive os dois primeiros classificados, The Wire e em segundo lá estava a minha série. A verdade é que a sinopse não me entusiasmou logo de imediato, afinal e apesar de gostar de desporto o futebol americano nunca foi visto por mim com bons olhos, uma vez que sempre achei um desporto agressivo e com pouco interesse, mas resolvi dar uma oportunidade afinal se estava em segundo lugar é porque tem valor. E assim fiz, tomando provavelmente a minha melhor decisão no que toca ao mundo de séries, dar uma oportunidade a uma série muitas vezes titulada como teen mas que no fundo não passa de uma drama maduro, bem construído e envolvente. O piloto apesar de ter sido envolvente, um jogo, um acidente, um drama a seguir, faltava algo, faltava a ligação aquelas personagens que cresceram imenso ao longo da série e que tive o prazer de ver as suas desventuras, dissabores e por fim o adeus. E muitas foram as personagens que disseram adeus, muitas foram as despedidas, e hoje Friday Night Lights na sua quinta temporada pouco ou nada tem a ver com a série da primeira temporada, um lado da cidade diferente, uma escola nova, uma equipa nova, personagens novas, mas manteve-se a essência e aquilo que faz de Friday Night Lights única, os argumentos, a maneira de conduzir a série e claro os Taylors. Cada personagem é única, com particularidades e problemas que nos fazem relacionar com ela e sentir o seu sofrimento, óptimas interpretações de actores até então nada conhecidos. Com excepção do maravilhoso coach Taylor, a alma da série. A sua força de vontade, humildade e acima de tudo carácter fazem dele uma inspiração para qualquer um e um alvo a abater para os mais fracos. A sua relação com Tami, faz pensar que afinal um casamento vale mesmo a pena, a cumplicidade entre os dois é demais evidente, e mesmo durante as crises o ombro amigo e as palavras sábias quer de um quer de outro estão sempre lá. Os discursos do treinador para com os seus jogadores chegam a comover, a maneira como consegue tirar o melhor partido de cada um é única. Além de ser um competente treinador, capaz de motivar e conseguir que cada um dê o melhor de si em campo, é também um modelo a seguir e muitas vezes é visto como uma figura paternal, como por exemplo no caso de Tim Riggins, Matt e agora Vincent. São poucas as séries que conseguem perder a maioria das suas personagens e em Friday Night já foram muitas: Matt, Jason, Tyra, Lyla, Landry, Smash e manter a qualidade, Friday Night Lights reinventa-se, recria-se, renasce novamente e sempre com o brilho característico. Um dos aspectos que mais me atrai e agrada em Friday Night é as diferentes histórias que já foram abordadas e a maneira como estas são abordadas, nós já tivemos de tudo um pouco, drogas, aborto, doença bipolar, traição, paralisia, violação, alcoolismo, mas tudo abordado de uma forma real, sem floreados, sem inventar, apenas retratando fielmente os problemas das nossas sociedades. Um dos aspectos negativos, não directamente culpa da série é os fracos números, que em muito ameaçaram o futuro da série, muitos foram os dias de incerteza, de sofrimento sem saber se no fim de uma temporada aquela representaria o fim. Pois bem esse fim aproxima-se, a série está na sua última temporada e terá certamente um final em grande, digno do seu trajecto até aqui. As saudades certamente vão ser muitas e muito dificilmente uma série me irá preencher e satisfazer tanto ao assisti-la como Friday Night Lights conseguiu fazer. Uma série brilhante, com personagens apaixonantes, histórias envolventes, episódios consistentes, diálogos vibrantes, despedidas sentidas, jogos emotivos. Uma série que merece todos os 45 minutos dedicados a assisti-la e quem ainda não viu, não perca mais tempo.

Uma nota minha, António Guerra. O IP anda deveras desactualizado (amanhã sairá a tabela com as notas) devido a, primeiro, alguns problemas da minha parte e dos meus colegas pois, como devem perceber, e com o chegar do final das aulas, o ritmo aumenta um bocadinho e o tempo diminui na mesma proporção. Adicionado a isso, algumas surpresas para o próximo ano (uma apresentação do mesmo será feita um dia destes com essas surpresas) que eu e a malta que me acompanha prepara também rouba outro bocado. Peço desculpa pelo atraso, mas acho que as surpresas recompensarão.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em A Série da Minha Vida, Especiais por Filipa Silva. Ligação permanente.

Sobre Filipa Silva

Comecei esta aventura de escrever já a alguns aninhos atrás ainda no antigo Portal de Séries e a verdade é que o que inicialmente era visto como um pequeno hobbie foi ganhando o seu lugar próprio. A primeira série que tive o privilégio de seguir religiosamente foi MacGyver, e a partir daí muitas outras se seguiram. Para além de MacGyver, séries como Friday Night Lights, Lost, Prison Break e Chuck fazem parte do meu baú de recordações. Atualmente e devido a alguma falta de tempo são poucas as séries que tenho o privilégio de seguir, mas a eterna Grey’s, TVD, OUAT fazem parte das escolhas. Para além das séries e da escrita outra das minhas paixões é o desporto e viajar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s