Sobe & Desce #3

(Com spoilers sobre a 6ª temporada de Grey’s Anatomy)

Esta semana o Sobe & Desce traz-nos uma visão diferente, mais concretamente o que temos diante das câmaras, mas fora da personagem fictícia. Como sabemos, as séries não são só feitas de  acções, algumas sangrentas, outras apaixonantes. Por detrás duma personagem está um actor que cumpre, ou não, com o seu papel. Neste texto, farei uma análise paralela à personagem e à actriz.

Numa época de crise de ideias para Grey’s Anatomy e para Cristina Yang, a actriz Sandra Oh é uma das actrizes que continua com o seu trabalho inigualável desde o início da série médica (e olhem que já lá vão mais de 6 temporadas…)

Quem acompanha a série, sabe que Cristina Yang tem vindo a ter um progressivo crescimento desde a primeira temporada. Passando por momentos cómicos, dramáticos (recorde-se o final da 6ª temporada), enaltecidos com o brilhantismo da actriz que veste a pele da médica (arrisco-me a dizer) mais estimada e querida de Grey’s Anatomy.

 

 

O que tem gerado polémica é o comportamento da personagem que tem vindo a irritar muitos fãs da série. Para a maior parte deles, Yang é a alma da série; possui uma personalidade única. Personalidade essa que foi completamente destruída e que continua a ser enterrada episódio a episódio, para a fúria de muitos espectadores. Para mim, esta fase faz parte do crescimento da personagem, que foi exposta a uma grande pressão. É certo que esperava que tivesse uma resolução breve, mas enganei-me. A nova faceta despreocupada de Cristina tratá algumas consequências, desde a sua saída irreversível do Programa de Cirurgia.

Estarão os produtores a tentar criar um momento especial, ilustrando o “regresso” da personagem? Não sei. Só espero que não prejudique a série em nada. E vocês, o que têm a dizer da prestação da actriz e das mudanças das personagem?

 

2 thoughts on “Sobe & Desce #3

  1. Eu gosto bastante de Yang, e inicialmente esta storyline parecia-me uma excelente ideia para grandes momentos dramáticos, e a verdade é que nos episódios iniciais eu até gostei da maneira como a história estava a ser conduzida. Mas a saída do programa também poderia ter trazido bons momentos, especialmente dramáticos, mas os dois últimos episódios para mim transformaram uma excelente oportunidade num desperdicio de talento. Ver Cristina a falar um episódio inteiro de decorações e no seguinte a servir bebidas e a fazer uma lap dance não me parece uma boa opção e a sua história tornou-se chata e sem sal. Mas eu ainda acredito que esta história pode render bons momentos, se começarem a focar-se noutros aspectos como por exemplo o reatar da relação entre Meredith e Cristina, aí sim as duas podem render bons momentos dramáticos. Agora se continuarem a seguir o caminho até aqui, a personagem perde bastante assim como a série, com um dos seus pilares a passar ao lado da série. Veremos qual a opção de Shonda.

    • Concordo em tudo o que dizes, excepto em “transformaram uma excelente oportunidade num desperdicio de talento”. O talento de Cristina evidencia-se tanto nas partes boas como as más.

      Cumprimentos e até à próxima rúbrica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s