Notas da Semana – Summer Season 12

Covert Affairs (1.08) – Num episódio que a série podia ter dado bem mais parece que não o quis. E isso é o pior sentimento que uma série poderá sofrer do espectador. Covert Affairs precisa de melhorar…não é mau, mas é unicamente boa. E podia ser bem melhor.

Covert Affairs (1.09) – Uma coisa que me deixa chateado é quando me tentam impingir algo estúpido. Aqueles flashbacks são estúpidos. Aquele final é estúpido. E querem fazer passar isso por algo inteligente é ainda pior. O caso é bom, mas nada de especial. E Covert Affairs só se safa porque as temperaturas ainda são veraneantes. Pois está a cometer erros desnecessários.

Lie to Me (2.19) – De novo um caso interessante, principalmente por ir buscar algo ao passado de Cal. A série continua a apostar em trazer relações familiares com o caso e isso dá outro ritmo. Para além de que ninguém fica indiferente a um bom enigma.

Lie to Me (2.20) – A série continua a apostar nos casos envolvendo partes “familiares” e a ganhar a aposta. Só uma série como Lie to Me poderia fazer isto. Mais um belíssimo episódio com um final a deixar água na boca.

Lie to Me (2.21) – Um excelente caso, uma narrativa muito bem trabalhada, e Lie to Me a dar mais um excelente momento. Que mais se pede?

Rubicon (1.04) – Num episódio com duas narrativas distintas, a série deixa um pouco o arco de lado e abre, claramente, uma porta que não tinha aberto: a vida por detrás das mentes que tratam da informação. Foi essencialmente essa parte que gostei. Primeiro porque permitiu conhecer melhor as personagens, dar-nos um novo olhar sobre as mesma e vê-las crescer um pouco.

Para além disso esta narrativa permitiu que conhecêssemos algo que ainda não nos tinha dado a perceber: as decisões que se tomam têm de ser bem pesadas e pensadas. E nada melhor que um caso onde temos tudo envolvido e vemos as personagens a mostrarem a verdadeira identidade. Muito bom…

Quanto ao Will, a narrativa serviu para consolidar a personagem nos corredores do poder e demonstrar um homem versátil. Claro que, com uma tudo isto, o arco principal ficou arrumado a um canto. Mas também não foi preciso. Foi muito bom ver as personagens a crescer…e Rubicon, por vezes, precisa de personagens “mais maduras” e conhecidas do que um bom arco.

Rubicon (1.05) – Que episódio. O melhor da temporada até agora. Após um episódio que assentou numa base extra-conspiração, este decide compensar tudo o que tinha deixado por fazer no anterior e abrir o jogo. Fantástico.

A conspiração abre logo quando, no início, vemos o chefe do Will metido no meio dela. A partir daí foi ver a narrativa a desfiar-se, a descobrirmos uma série de pontas no novelo de lá para ser desenrolado e com um final muito interessante. Para além disso aquela festa demonstrou que, tal como no inicio, aquilo é uma conspiração planeada desde o início e vai mesmo até as altas instâncias da organização onde Will se insere. Para além disso, temos Will a tentar apalpar terreno no que toca a aliados e a utilizar muito bem as cartas que possuiu, desconfiando de tudo e todos.

Do outro lado temos a equipa de novo com o problema do homem desconhecido em mãos. Desde lado tenho uma dúvida: se este arco será apenas de temporada ou se estará inserido no arco da série. É algo interessante para ver como a série o utiliza. De resto, temos Will a desconfiar da sua parceira e é, a partir daí, que surgiram alguns problemas para distrair do essencial. Mas já vimos que, mesmo distraindo do essencial, a série consegue ser extraordinária.

Rubicon (1.06) – Num episódio inferior a anterior, a série aproveita a construção das personagens para mostrar um Will paranóico. Primeiro um parabéns ao actor que faz de Will. Depois, dizer que todos os pequenos pormenores de paranóia da personagem são levados aqui ao extremo e, devido a base que assenta, foi consistente neste crescimento.

Quanto à reviravolta do chefe de Will, era esperado com o final do episódio anterior. É mais uma peça para o puzzle que vem trazer mais alguns pormenores interessantes. Claro que aquelas cenas da pesquisa de escutas demonstra que a conspiração ainda é maior do que pensávamos e vai ao extremo.

Quanto as narrativas secundárias, pouco a contar. Mas Rubicon vai seguindo caminhos seguros e promete muito. Vamos ver o que sai daqui.

White Collar (2.08) – Um caso interessantíssimo com um final que deixa que o Summer Finale tenha tudo para ser excelente. White Collar acertou em cheio. Um fantástico episódio…

White Collar (2.09) – Num Summer Finale muito bem ritmado, com vários arcos a serem construídos sem conflito, a série dá-nos um excelente caso. Para além disso, e resolvendo alguns problemas que a série tem, consegue colocar o caso ao serviço do arco. E, claro, para terminar temos aquele final. Deixa água na boca o resto da temporada…esperemos que a saibam trabalhar.

Anúncios

2 thoughts on “Notas da Semana – Summer Season 12

  1. Concordo contigo. Covert Affairs desiludiu-me no episódio 9. Queria algo mais.

    White Collar, sem palavras. Excelente. Sem palavras. Singrou-se como a melhor série deste Verão. 8.6 (episódio 8) não foi baixo?

    Rubicon está a crescer. Ainda é um pouco criança.

  2. É sempre bom encontrar mais alguém que gosta e continua a gostar de Rubicon 😉
    Eu como grande fan da série que já sou é de desconfiar a opinião, mas acho que Rubicon tem vindo a crescer muitíssimo bem ao ritmo necessário para que o argumento se possa desenrolar com sentido e lógica sobre as nossas cabeças, cada vez mais admirado com James Dale que tem uma entrega à história/série impecável e muito credível. Sinto que em alguns episódios teremos toda a trama a explodir sobre nós e vai ser qualquer coisa bem grande e positiva.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s